I told you when I came I was a stranger

Comecei a escrever, deletei, voltei, mas o mundo já acordou sabendo, não há muito o que contar. Houve quem lembrasse de mim ao ler sobre a morte de Leonard Cohen, e é bom sinal de que pelo menos sou fonte de boas referências. Repetindo a Beth Salgueiro, eu queria fazer um texto bem bonito pra falar dele. De como eu e o marido o conhecemos há 20 anos, ouvindo os CDs do dono do bar, nas madrugadas de São Carlos – aquele folk, aquelas letras que não combinavam com o interior de São Paulo, nada tinham a ver com nossas vidas pacatas trabalhadoras pobres previsíveis e que no entanto eram tão a nossa cara e que trouxemos conosco até hoje como um privilégio, um lugar, um segredo, que espalhamos cuidadosamente, para poucos, para quem entendesse, com zelo, com amor. Poxa, estou triste.

 

(gosto de vê-lo assim, novo, parecido com o Dustin Hoffman, entre amigos bicho-grilos, noutros tempos, antes de ser redescoberto com o vozeirão mais profundo e rouco – outra fase maravilhosa, diga-se)

 

Anúncios

3 comentários sobre “I told you when I came I was a stranger

Oi!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s