The People vs OJ Simpson

captura-de-tela-2017-01-28-as-12-26-21

Estou apaixonada pela série e pela personagem Marcia Clark, a promotora do caso OJ Simpson. Nem vou repetir aqui o que todo mundo sabe ou já deveria saber – se você é novinho demais e não viu a fuga do ídolo americano ao vivo pelas ruas de Los Angeles, não conhece as cenas mais célebres do julgamento dele, me causa estranheza, mas sorte sua, que vai se surpreender mais ainda que eu ao assistir a série.

(atualizando: Cuba Gooding Jr. no papel de OJ foi o que chamam de close errado)

O que eu sabia: que OJ Simpson tinha sim matado a mulher. Lembrava bem da capa da Time, em que seu rosto foi escurecido para torná-lo mais ameaçador, isto é, mais negro. Que o racismo e a violência da polícia de Los Angeles também foram levados a julgamento. Que Nicole foi ao banco dos réus como uma loira oportunista “que não era santa”. Do coitado que morreu junto, que seria um bimbo – um lavador de piscina, um sex toy.

O que eu não sabia é que, além do lance das luvas e tudo que ficávamos sabendo, eu sem muito interesse, confesso, o julgamento tivesse sido tão eletrizante e a cobertura sensacionalista da imprensa tivesse chegado até à vida pessoal da promotora, uma mulher foda dedicada à defesa de mulheres vítimas de violência.

captura-de-tela-2017-01-28-as-12-25-18

Infelizmente ela acreditou que os fatos falariam por si mesmos – o sangue, o DNA (que era novidade à época), a linha do tempo do assassinato, tudo deixava o ocorrido muito claro. E o OJ teve a cara de pau de descrever a cena toda em um livro posterior chamado “If I Did”.

Entre infartos ao vivo, mudanças de corte de cabelo, lances sensacionalistas sobre o passado dos advogados e promotores, brigas entre as equipes, o julgamento fica tão novelesco que se fosse um roteiro inventado a gente diria “ah, peraí, agora exageraram – pularam o tubarão”.

Foi um julgamento injusto.

Discriminação Racial x Violência contra a Mulher.

Grana x Serviço Público

Narrativa x Fatos

captura-de-tela-2017-01-28-as-12-25-08

E ainda tem o pai das Kardashians e John Travolta no papel de John Shapiro, uma lenda americana; e a estrela da bancada da defesa, o advogado John Cochran. Não há um personagem desinteressante nessa história. E mais não conto. Estou esperando quem queira comentar comigo. Porque apesar de ter sido o primeiro julgamento televisionado da história, posso dar spoilers sobre seu desenvolvimento. Minha dica: não leia sobre o julgamento até terminar a série.

OJ Simpson foi condenado num processo civil, em 1997, a pagar 33 milhões de dólares às famílias das vítimas e, num novo caso que poderia dar outra série, foi condenado a 33 anos de prisão por roubo e sequestro e está preso até hoje.

PS – Eu baixei, mas é um programa do FX/Fox, então pode ter no Now da Net, e vai entrar em fevereiro na grade da Netflix.

PS 2 – da Wiki:

  • 20 milhões de pessoas assistiram o julgamento pela televisão. O anúncio do veredito bateu o recorde de audiência da chegada do homem à lua, e do funeral do presidente John Kennedy, recordes antes quebrados em abril de 1973 com o show de Elvis Presley  no Havaí.
Anúncios

7 comentários sobre “The People vs OJ Simpson

  1. ia dizer coisas aqui mas o comentário do claudio luiz disse tudo. não sou sua amiga mas esse texto teria me convencido a assistir essa série mesmo se eu nunca houvesse ouvido falar dessa história.

  2. Maravilhoso. Não quis ler nada antes pq não lembrava do desfecho. E puta merda, que desfecho. Não sei se tu já viu Unbreakable Kimmy, mas em um dos episódios tem uma paródia nojenta da Marcia. Eu assisti sem pegar a referência e odiei, acho que se visse hoje odiaria a Tina Fey pra sempre, ehehehe.
    Que loucura essa história e que desgaste emocional pra todos os envolvidos. Imagina a vida dos jurados? Que horror.

Oi!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s